Hervé di Rosa
França

Hervé di Rosa

Reconhecido pintor francês, nasceu em Sète no ano de 1959. Foi estudante da Escola Nacional de Artes Decorativas e aos vinte anos já exibia o seu trabalho em Paris, Amsterdão e Nova Iorque. Em 1981, aos 22 anos, co-funda o movimento de Figuração Livre. É também co-fundador do movimento de Arte Modesta, tendo sido desafiado em 2000, pelo Ministro da Cultura Francês, a inaugurar o Museu Internacional das Artes Modestas na sua terra natal. Desde 1978 que busca o conhecimento artístico local, artesanal, empreendendo muitas viagens: passou quatro anos no Vietname a aprender a trabalhar a laca, outros tantos nos Camarões a aprender a trabalhar a pérola, madeira e bronze. Tunísia, Bulgária, Gana, México, Israel, entre outros, são alguns dos países onde esteve a aprender com os artesãos. No ano de 2016, e realizando a sua 19ª “Viagem ao Mundo das Artes”, esteve na Viúva Lamego a trabalhar com os artesãos da fábrica e a aprofundar os seus conhecimentos sobre cerâmica, nomeadamente sobre o azulejo. Desta forma, o artista vai diversificando as suas abordagens artísticas, juntando novas técnicas às suas. Cruza a pintura, a escultura, a instalação, a linguagem ligada à banda desenhada e a elementos da cultura pop a graffitis e arte africana. A Arte Modesta passa pela revalorização de saberes artísticos que a maioria das pessoas desconhece, trazendo-os para a Arte Contemporânea.

Em 2016 inaugurou uma importante exposição retrospetiva na capital francesa, no La Maison Rouge.