Exposição sobre surrealismo com cinco artistas lusófonos inaugurou em Nova Iorque
18 de Outubro de 2021

Exposição sobre surrealismo com cinco artistas lusófonos inaugurou em Nova Iorque

Cinco artistas lusófonos - Cruzeiro Seixas (1920-2020), Malangatana (1936-2011), Fernando Lemos (1926-2019), António Pedro (1909-1966) e António de Azevedo (1889-1968) - estão entre os 45 artistas da exposição "Surrealism Beyond Borders" ("Surrealismo para além das fronteiras", em tradução livre do inglês) que inaugurou este mês no The Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque.

 

Patente no museu norte-americano até 30 de janeiro de 2022, a exposição abre depois em 24 de fevereiro do próximo ano na Tate Modern, em Londres, que a terá exposta até 29 de agosto.

 

"Incluindo quase oito décadas de trabalho produzido em 45 países, 'Surrealismo para além das fronteiras' oferece uma nova abordagem das preocupações e trocas coletivas que reposicionam a apreciação deste movimento revolucionário e global", pode ler-se na página do Museu Metropolitano.

 

A Tate acrescenta que a exposição vai “mostrar como artistas de todo o mundo se inspiraram e se uniram em torno do surrealismo, de centros tão diversos como Buenos Aires, Cairo, Lisboa, Cidade do México, Praga, Seul e Tóquio”.

 

"Surrealism Beyond Borders"

The Metrolitan Museum of Art - Nova Iorque
Até 30 de janeiro de 2022

Tate Modern - Londres
24 fevereiro a 29 de agosto de 2022