S/ Título (Foz Côa)

Duarte Belo

325€
Sócios: 239€ ou 4M
- +
  • Fotografia
  • Papel Photo Luster 260gr
  • Mancha: 42 x 42 cm
  • Suporte: 50 x 50 cm
  • Data: 2020
  • 20 exemplares
  • Ref.: F36151

Natureza Sublime

 

As fotografias de Foz Coa de Duarte Belo, filho do grande poeta Rui Belo, na nobre tradição do preto/branco, associam-se às comemorações dos 35 anos do Centro Português de Serigrafia, e é o próprio autor que estabelece esse elo, numa poética reflexão sobre a imagem. Considera que “as gravuras rupestres de Foz Côa são singulares representações de vida e de tempo. Nelas estará a essência da imagem como forma primeva do que atualmente chamamos Arte. O desejo de aquisição do representado, o sublime da linguagem que se desprende da consciência quando nos apercebemos da finitude da vida.” A imagem permite aprisionar o tempo, devolver-lhe a eternidade que o justifica e redime, sugerida neste belíssimo conjunto que evoca o sublime da própria natureza.

 

Maria João Fernandes (AICA)

Nov. 2020

Adicionar à lista de desejos