Le Corbusier

Litografias

28 de Julho de 2008 - 31 de Agosto de 2008
CPS no CCB

Nas novas instalações do Centro Português de Serigrafia no Centro Cultural de Belém está patente até 31 de Agosto, uma exposição da Obra Gráfica do arquitecto e artista Le Corbusier (1887-1965), um dos grandes expoentes da arquitectura e da cultura do século XX. A actual mostra dá-nos a conhecer mais um aspecto do versátil talento do arquitecto-artista. Desta mostra faz parte a litografia de 1963,"A mão aberta", considerada uma sua obra-prima, síntese da mensagem plástica que algumas palavras esclarecem: "Reconhece esta mão aberta/ a mão aberta/ levantada como/ um sinal de reconciliação/ aberta para receber/ aberta para dar". Um soberbo conjunto de litografias realizado nos últimos dez anos da sua vida conjuga a depuração linear, o movimento e as sobreposições influenciadas pela colagem e pelo cubismo. As obras apresentadas resultam da colaboração do artista-arquitecto com Heidi Weber e foram impressas pelo conceituado mestre francês, Fernand Mourlot. Heidi Weber, amiga e galerista de Le Corbusier, foi quem primeiro produziu o seu famoso mobiliário e tem sido a grande responsável pela divulgação da sua Obra Gráfica, quer no Museu Heidi Weber - Suiça, concebido pelo arquitecto, quer organizando exposições em mais de 45 países. Esta mostra foi realizada em colaboração com a Galeria Aureus Fine Art – Suíça e é valorizada na sua exibição com uma moldura também criada por Le Corbusier. Cada obra é ainda acompanhada de um certificado assinado por Heidi Weber. A presente exposição da Obra Gráfica de Le Corbusier, corresponde a uma oportunidade única de ver ou rever aspectos menos divulgados da sua obra, um conjunto plástico de raro valor, onde estão presentes as grandes coordenadas que o celebrizaram, quer como arquitecto, quer como pintor.